Saúde - Grupo Dignidade

Saúde

Confira abaixo as principais dúvidas com relação ao HIV/AIDS...

Existem apenas três formas de se infectar pelo HIV: pela via sexual, por sangue (compartilhamento de seringa ou materiais perfurocortantes) e por transmissão vertical (da mãe para o filho). Toque, beijo, abraço, carinho, compartilhar produtos de higiene íntima e pessoal NÃO transmitem o HIV

O HIV é um vírus, uma sigla para “Vírus da Imunodeficiência Humana”, enquanto a AIDS é a doença, significando “Síndrome da Imunodeficiência Adquirida”. Sabe-se hoje que uma pessoa vivendo com HIV não vai desenvolver a AIDS justamente pelos avanços no tratamento antirretroviral. Portanto, o HIV seria o vírus e a AIDS o conjunto de doenças que atingem a pessoa quando não há o tratamento adequado

Hoje existem múltiplas formas de se prevenir da infecção pelo HIV. O Ministério da Saúde adotou recentemente a “Mandala da Prevenção Combinada” que consiste em 8 estratégias de prevenção:

1. Testagem regular
2. Tratamento para todas as pessoas com HIV
3. Redução de danos
4. Preservativo masculino e feminino
5. Diagnosticar e tratar outras ISTs
6. Exame de HIV, sífilis e hepatites no pré-natal
7. Profilaxia Pré-Exposição (PrEP)
8. Profilaxia Pós-Exposição (PEP).

A Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) é um método de prevenção que foi adotado pelo Ministério da Saúde e distribuído gratuitamente pelo SUS. Consiste no uso diário de medicamentos antirretrovirais para uma pessoa que não possui o vírus do HIV em seu organismo. A PrEP é indicada para pessoas que possuem grau elevado de risco de infecção pelo HIV, chamadas populações-chave. Em relação à segurança deste método de prevenção, foram feitos diversos estudos clínicos que demostram sua efetividade, sendo tão seguro e eficaz quanto a camisinha

Dezembro é o mês internacional de luta contra à epidemia de HIV/AIDS. Se diz “Dezembro Vermelho” em alusão a cor vermelha da fita. É um mês destinado à conscientização, prevenção e divulgação de informações sobre o HIV e a AIDS

Existem algumas opções que você pode ter na hora de fazer o teste. Pode procurar por algum serviço especializado em sua cidade, como um CTA, você pode ir diretamente na Unidade Básica de Saúde e solicitar o teste de HIV, ou verificar se alguma ONG da sua região oferece a testagem a partir de algum projeto, como o Grupo Dignidade. Em relação ao sigilo, todo teste de HIV deve ser feito de maneira sigilosa, isso está garantido por lei

Atualmente sabemos que uma pessoa vivendo com HIV, ao aderir ao tratamento antirretroviral, não transmite mais o vírus mesmo que mantenha uma relação sexual sem o preservativo. Isto ocorre pois o vírus em seu organismo fica controlado, se tornando indetectável. Ao tornar-se indetectável o vírus não é mais transmitido pois existem poucas cópias no organismo da pessoa. Para que isto ocorra, é fundamental que se faça uso do tratamento antirretroviral corretamente, tomando o medicamento todos os dias

No geral o HIV/Aids é assintomático, isto é, não demonstra sintoma nenhum. Alguns sintomas possíveis são ínguas nos gânglios e/ou na região genital e inflamações

Já pegou o seu
preservativo hoje?

O Grupo Dignidade faz a distribuição gratuita de preservativos e lubrificantes. Venha se prevenir.

Veja como chegar

Dignidade na luta contra a AIDS

Embora o Grupo Dignidade tenha surgido em 1992 para promover os direitos humanos de LGBT, já no primeiro ano de sua existência começou a receber demandas para agir diante da epidemia da Aids também. Uma resposta comunitária se fazia necessária, uma vez que os governos não conseguiam acessar a comunidade LGBT com ações de prevenção.   Desde então o Grupo tem atuado nesta área, principalmente na prevenção com gays e homens profissionais do sexo, a partir de uma visão ampla da promoção da cidadania LGBT como um fator essencial para a diminuição da vulnerabilidade à infecção, e também de acordo com o princípio da educação entre pares, como uma forma de conseguir maior inserção e aceitação na realização deste trabalho.
O Grupo Dignidade é afiliado ao Fórum Paranaense de ONG/Aids e participa dos eventos de mobilização e campanhas relativas à Aids, como o Dia 1º de Dezembro, o Carnaval e a Vigília de Solidariedade. Em parceria com o Centro Paranaense da Cidadania – CEPAC, o Grupo Dignidade colabora na sensibilização de profissionais de saúde e de educação para o trabalho de educação sexual nas escolas, tendo sido parceiro também na formação da Rede Metropolitana de Direitos Humanos.